Veja os 10 fundos imobiliários que mais renderam no 1º semestre

O Memorial Office foi o fundo que apresentou a melhor Taxa Interna de Retorno, com 51,3% no acumulado dos seis meses.

Os fundos imobiliários são uma maneira de investir em shoppings centers, edifícios comerciais de grande porte e outros empreendimentos imobiliários de sucesso, por valores muito mais acessíveis, comprando cotas dos fundos – que na maioria das vezes são negociadas na bolsa de valores.

Um levantamento feito pela consultoria especializada em investimentos imobiliários Uqbar mostra quais foram os 10 fundos imobiliários mais rentáveis entre os meses de janeiro a junho deste ano. A rentabilidade foi calculada usando a Taxa Interna de Retorno (TIR), levando-se em conta as amortizações e os rendimentos distribuídos pelos fundos e a variação de preço de cota.

Fundo imobiliário  Taxa Interna de Retorno
 Memorial Office                          51,3%
 Shopping Pátio Higienópolis                          43,2%
 Hotel Maxinvest                          40,7%
 CSHG Brasil Shopping                          36,6%
 Hospital Nossa Senhora de Lourdes                          36,2%
 JS Real Estate Multigestão                          35,1%
 Kinea Renda Imobiliária                          34,2%
 Projeto Água Branca                          33,5%
 CSHG Real Estate                          31,8%
 Torre Almirante                          30,0%

 

Conheça mais sobre os fundos:

Memorial Office
Primeiro fundo imobiliário do Brasil, o Memorial Office foi constituído em dezembro de 1996 com o objetivo de incorporar um prédio de escritórios de mesmo nome, localizado na Barra Funda, região oeste da cidade de São Paulo. Desde sua inauguração,  o principal inquilino era a empresa Atento, que lá mantinha um dos maiores call-centers do país. A partir de maio de 2010, entretanto, a empresa começou a desocupar o prédio.

De acordo com o site Fundo Imobiliário, do consultor de investimentos Sergio Belleza, em abril deste ano, a Atento ainda permanecia ocupando 6 dos 23 andares do prédio. “O administrador conseguiu realugar os 17 [andares] que ficaram vagos por valores bem superiores”, diz o site.

Shopping Pátio Higienópolis
O investidor que adquire cotas do fundo participa da expansão, do desenvolvimento, da exploração e da implantação de parte do empreendimento imobiliário  Shopping Pátio Higienópolis.

Desde o mês passado, o shopping vem enfrentando problemas na justiça, por conta das vagas de estacionamento. De acordo com a prefeitura, que chegou a pedir o fechamento do shopping,  o empreendimento que deveria ter 1.994 vagas, sendo 1.524 no local e 470 em duas garagens externas, apresentava apenas 1.175 vagas internas e nenhum convênio externo. A administração do shopping, por sua vez, entrou com liminar contra o fechamento argumentando que as 1.994 vagas de estacionamento só devem ser exigidas depois da reforma do empreendimento. A liminar foi aceita.

Hotel Maxinvest
De acordo com a Brasilian Mortgages, gestora do fundo, o Fundo hotel Maxinvest foi criado em 2007 com intuito de se aproveitar a recuperação do mercado hoteleiro da cidade de São Paulo. “Efetivamente, o aumento na distribuição da renda dos hotéis e a valorização das unidades hoteleiras garantiram ao investidor do Maxinvest uma das melhores rentabilidades do mercado”, afirma a gestora.

CSHG Brasil Shopping
Gerido pela Credit Suisse Hedging Griffo, o CSHG Brasil Shopping tem como objetivo rentabilizar os cotistas com a aquisição de participação em shopping centers. Entre os empreendimentos que fazem parte do fundo estão o shopping Via Parque, no Rio de Janeiro, o Shopping Dom Pedro, em Campinas, o Mooca Plaza e o Shopping Penha, ambos na zona leste de São Paulo.

Hospital Nossa Senhora de Lourdes
O objetivo do fundo, também gerido pela Brasilian Mortgages,  é a aquisição do Hospital e Maternidade Nossa Senhora de Lourdes, com a finalidade de garantir renda aos cotistas por meio da locação ou arrendamento. A gestora aponta que o rendimento creditado em junho se refere à rentabilidade apurada no fechamento contábil de abril.
A gestora teve, no ano passado,  problemas em relação a atrasos no pagamento de aluguel pelo hospital. Em abril deste ano, no entanto, A rede D’or São Luiz adquiriu o controle societário do hospital, por meio da compra de acões, tranquilizando o mercado em relação ao pagamento dos aluguéis.

JS Real Estate Multigestão
O fundo, gerido pelo banco Safra,  realiza investimentos imobiliários de longo prazo com os objetivos de lucrar com rendimentos oriundos de outros fundos imobiliários que venha a adquirir, ganho de capital nas negociações de cotas de outros fundos de investimento imobiliário de seu patrimônio e rendimentos dos CRIs (Certificados de Recebíveis Imobiliários), LCIs (Letra de Crédito Imobiliário) e LHs.

Kinea Renda Imobiliária
O fundo, gerido pela Kinea Investimentos, uma empresa do Itaú especializada em investimentos alternativos, tem como objetivo investir em imóveis geradores de renda frequente. No início, o fundo contava com dois edifícios comerciais localizados no centro da cidade do Rio de Janeiro, um deles na Rua do Lavradio, locado pela Caixa Econômica Federal, e outro na Avenida Gomes Freire, alugado pelo Banco do Brasil.

Atualmente, o Kinea Renda Imobiliária conta com mais quatro imóveis, totalizando um total de seis imóveis.

Projeto Água Branca
Lançado em 1998, o FII Projeto Água Branca tinha o intuito de viabilizar recursos para construir duas torres na região da Água Branca, zona oeste de São Paulo, que receberam o nome de New York e Los Angeles.

O objetivo do fundo é ganhar com o recebimento de aluguéis comerciais destas duas torres.

CSHG Real Estate
O objetivo do fundo, também gerido pela Credit Suisse Hedging Griffo, é investir em lajes corporativas.

“Dentro do universo de fundos imobiliários que investem neste tipo de imóvel, o CSHG Real Estate é o que maior dispersão de risco possui pois é proprietário de 147 imóveis, localizados em 24 empreendimentos diferentes, dos quais 7 são 100% de propriedade do Fundo e em outros três o Fundo possui participação de pelo menos 25% das Unidades”, diz o site Fundo Imobiliário.

Torre Almirante
O Edifício Torre Almirante possui 38 andares totalmente alugados pela Petrobrás (com exceção da loja, locada à Caixa Econômica Federal. O Fundo de Investimento Imobiliário Torre Almirante é proprietário de 40% do edifício.

O que são
Os fundos imobiliários são boas alternativas para quem quer investir no mercado imobiliário.  As principais vantagens em aplicar em fundo imobiliário são: redução dos riscos da taxa de vacância (desocupação do imóvel), gestão profissional e isenção do Imposto de Renda para pessoas físicas, caso o investidor tenha menos de 10% das cotas do fundo, este tenha mais de 50 investidores e seja negociado exclusivamente na bolsa.

Sua principal desvantagem é a baixa liquidez apresentada no mercado secundário. Isto quer dizer que se você precisar do dinheiro com urgência, pode ter dificuldade de vender suas cotas. O mesmo pode acontecer com quem pretende comprar cotas depois do lançamento do fundo.

InfoMoney.

Sem Tags

  

Deixe um comentário